BLOG | UNAPEL

Colheita de feijão mecanizada: como aumentar a produtividade?

Para manter a qualidade do produto agrícola e atingir uma boa produtividade em sua safra, o produtor rural precisa empregar os cuidados e equipamentos ideais que trazem melhores resultados na colheita de feijão mecanizada. E quais são esses pontos de atenção na colheita de feijão com o emprego de máquinas? Venha entender melhor sobre o tema!

 

Além de cuidar dos tratos culturais no início do cultivo, monitorar o surgimento de pragas e doenças na plantação e aplicar as melhores técnicas e equipamentos para se alcançar o máximo potencial produtivo, o produtor rural precisa prestar atenção na colheita de feijão mecanizada.

 

É na colheita de feijão mecanizada que os agricultores colhem os frutos do seu trabalho. Além de ser uma etapa muito delicada para os agricultores, erros podem causar prejuízos grandes, levando ao desperdício do grão, que compromete a produtividade final.

 

Segundo estimativas do IBGE, em conjunto com a Embrapa, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Conab, 10% das perdas no cultivo de feijão se dão no processo de colheita. Esse desperdício acaba por afetar a produtividade do cultivo e, principalmente, sua lucratividade.

 

Por isso, utilizar técnicas que aproveitam da tecnologia é a melhor forma de ter uma colheita de feijão mecanizada com um bom rendimento operacional, mais bem preparada e facilitada. No entanto, para alcançar esse cenário, o produtor rural precisa ter atenção aos detalhes.

 

E quais detalhes são esses? Neste texto, você confere exatamente os pontos de atenção na colheita de feijão mecanizada, bem como os desafios e oportunidades do emprego de máquinas na etapa final do cultivo.

 

Além disso, verá as principais características da colheita direta e indireta e como esse conhecimento pode agregar nos resultados da colheita. Vamos lá!

 

Quais os tipos de colheita de feijão?

 

Quando se fala em cultivo de feijão, o Brasil é um dos grandes destaques na produção global. Por isso, é preciso muito planejamento em todas as etapas do cultivo para conseguir ter um bom resultado.

 

Afinal, a atividade agrícola funciona como uma cadeia, em que cada etapa influencia no resultado da outra. É preciso harmonia entre os processos para ter qualidade no produto final. Quando falamos sobre a colheita de feijão mecanizada, o primeiro passo é entender os tipos de colheita.

 

Existem 3 maneiras de colheita de feijão:

  • colheita manual: processo feito manualmente e que, em muitos casos, é mais custoso por conta da mão de obra empregada;


  • colheita semi-mecanizada: onde o arranquio é feito manualmente, enquanto as outras etapas são mecanizadas;


  • colheita mecanizada: o emprego de máquinas está em todos os processos.
Quais os tipos de colheita de feijão mecanizada?

 

Neste texto, vamos focar na colheita de feijão mecanizada. Nessa categoria, ainda é possível selecionar entre a colheita direta e indireta:

  • colheita direta: em todo o processo de colheita é utilizado uma única máquina, assim como ocorre em grandes colheitas do país. Esse método é muito empregado em fazendas com grande extensão, mas que também exigem um maior nivelamento do solo;


  • colheita indireta: são empregados maquinários diferentes para atividades distintas durante a colheita. Ou seja, para arranquio e enleiramento utiliza-se uma máquina ceifadora que alinha as plantas nas leiras com exposição direta ao sol. Depois, para as etapas de trilha, abanação e ensacamento, outro equipamento é empregado.

O que pode determinar a adoção da colheita direta ou indireta na colheita de feijão mecanizada são as características do cultivo e também do próprio terreno, como o porte ereto, maturação uniforme dos grãos e uniformidade no nivelamento do terreno.

 

Por isso, deve-se planejar o modo com que será colhido o feijão antes mesmo de iniciar esse processo.

colheita de feijão mecanizada exige planejamento

A colheita de feijão mecanizada exige uma boa preparação para que os resultados da operação sejam atingidos.

Colheita de feijão mecanizada: as oportunidades e desafios no emprego de máquinas

 

O crescimento das inovações voltadas para o campo e a necessidade de produção para atender a grande demanda fazem com que os produtores rurais invistam na mecanização do seu cultivo. A colheita de feijão mecanizada é apenas uma parte delas.

 

Entretanto, há também oportunidades e desafios na colheita de feijão mecanizada que o produtor rural precisa conhecer para facilitar a sua tomada de decisão. Algumas das oportunidades e desafios são:

 

Oportunidades

  • Produtividade e demanda de mercado

O feijão é um dos alimentos presentes em abundância no cardápio dos brasileiros. No campo, ele também se destaca pela sua variedade de cultivo. Uma oportunidade para o produtor rural é aliar produtividade e demanda de mercado.

 

O tipo carioca, por exemplo, é uma das variedades de feijão mais consumidas em território nacional e possui alta produtividade.

 

Saber qual a demanda do mercado, os preços comercializados e oportunidades de negociação faz com que o produtor rural consiga escoar sua produção de maneira mais estratégica e planejar seu cultivo conforme as necessidades do mercado.

  • Variedades de alta qualidade

Com o avanço de estudos, atualmente, a atividade agrícola encontra variedades de alta qualidade que são mais resistentes a pragas e doenças, além de apresentarem ciclo mais curto. Tudo isso deve ser considerado no momento de seleção de sementes do produtor rural.

 

Na colheita de feijão mecanizada, por exemplo, há variedades de feijão capazes de reduzir em 30% a aplicação de defensivos e apresentando ciclo mais curto, o que diminui significativamente os riscos para o produtor rural.

 

Além disso, são grãos nutritivos e com qualidade agregada para o consumidor.

 

Quando o assunto é seleção de sementes, o produtor rural deve ter muito cuidado ao escolher o cultivar que será plantado, pois além de resistência, é preciso verificar outros critérios de produtividade. Nesse texto, falamos mais sobre isso!

  • Avanço em máquinas

O avanço em máquinas agrícolas também é uma oportunidade para o produtor rural colher com melhor qualidade, principalmente tendo o tempo ao seu favor. Igualmente, os custos de produção agrícola devem ser considerados, já que para fazer a colheita manual é preciso empregar mais pessoas.

 

Em contrapartida, com a colheita de feijão mecanizada, o produtor rural conta com o operador para executar a atividade, sendo capaz de monitorar em tempo real o tráfego na fazenda, recebendo dados da operação.

 

Desafios

  • Arquitetura das plantas

No tópico anterior, você viu que um dos fatores para determinar a colheita mecanizada direta ou indireta está relacionado às características da planta, em particular o seu crescimento. Cultivares que apresentam crescimento indeterminado podem tornar a colheita de feijão mecanizada mais complexa.

 

Nesse cenário, o produtor rural precisa ter particular atenção nas perdas que podem ocorrer, além de eventuais danos à própria máquina. Dessa forma, a arquitetura das plantas é um fator determinante para uma colheita de sucesso.

  • Planta com crescimento indeterminado

É muito comum, no campo, a lavoura não apresentar uma maturação uniforme. Na colheita de feijão mecanizada, isso não seria uma exceção. A presença de grãos com vagens secas e outras verdes, além de grãos com a maturação ideal, também torna a operação mais complexa.

 

Uma alternativa para evitar as perdas e a queda na qualidade é a colheita em etapas, que traz benefícios principalmente na redução de danos mecânicos. É por isso que o planejamento é essencial.

  • Qualidade do terreno

A presença de restos culturais e também de pragas no campo são desafios para a colheita de feijão mecanizada. Isso ocorre porque a colheita acontece bem próximo ao solo e pode acontecer da palhada e da terra se misturarem com os grãos, interferindo na qualidade do produto.

 

Como o emprego de máquinas contribui para a colheita de feijão mecanizada?

 

Para se ter uma colheita de qualidade, é preciso estar atento aos desafios na colheita de feijão mecanizada, além de contar com o maquinário ideal para a atividade. As colheitadeiras da New Holland, marca parceira Unapel, conseguem entregar uma performance significativa, ao possibilitarem:

 

  • Maior controle da velocidade de deslocamento, permitindo uma dinâmica de trabalho ideal e evitando uma colheita intermitente;
  • Diminuição de perdas nas lavouras, mesmo em terrenos mais inclinados, aumentando a eficiência da operação;
  • Sistema de limpeza que separa os grãos de restos culturais e evita a perda de qualidade dos grãos;
  • Controles avançados e com tecnologia, que permitem ter mais precisão em cada passo da operação.

 

Além dos ganhos para o próprio cultivo, a colheita de feijão mecanizada também contribui para controlar os custos de produção e evitar atrasos na colheita, já que o produtor rural ganha em tempo de operação.

extração de qualidade na colheita de feijão mecanizada

Para se ter uma colheita de feijão mecanizada é preciso entender as características do cultivo e como as máquinas contribuem para uma operação de qualidade.

 

Aliando tecnologia e experiência

 

Para alcançar o sucesso na colheita de feijão mecanizada, o produtor rural precisa aliar tecnologia, com o emprego de máquinas e ferramentas certas que aperfeiçoam o processo, com conhecimento do cultivo.

 

Isso vai desde a seleção do cultivar que será trabalhado à manutenção e regulagem de máquinas até o ponto certo de maturação do cultivo. Com experiência e tecnologia, o produtor consegue melhores resultados com o seu cultivo.

 

Para aperfeiçoar e tornar a colheita de feijão mais dinâmica e precisa, reduzindo erros, é preciso investir no equipamento ideal, como as colheitadeiras da New Holland, embarcadas com tecnologias exclusivas e anos de experiência no agro desenvolvendo soluções ideais para o produtor.

 

FONTES:

Embrapa – https://www.embrapa.br/

Aegro – https://blog.aegro.com.br/

A Lavoura – https://alavoura.com.br/

Yara Brasil – https://www.yarabrasil.com.br/

Mais Artigos

Plantando o Bem na Unapel! 🌍

Nossa coordenadora de RH, Lorena Borges, lidera nosso programa de sustentabilidade, onde promovemos ações para tornar nossas cidades e local de trabalho mais sustentáveis. Estamos orgulhosamente engajados em duas iniciativas importantes: a coleta de tampinhas

Cadastre para receber nossos conteúdos

CONTATO

Rua Arlindo Gomes Branquinho, 1399
+55 38 9961-4980
contato@unapel.com.br

ST Q.1 – T. L 1.5 – Jardim Panorâmico Setor Ind. II
+55 61 9619-1130
contato@unapel.com.br

Avenida Dr. Lamartine Pinto Avelar, 1776
Loteamento Vila Chaud
+55 64 9918-8897
contato@unapel.com.br

Rua Paulo Rogerio da Silva, 521
Setor Norte
+55 61 9902-1032
contato@unapel.com.br

Olá, Como posso te ajudar?