BLOG | UNAPEL

Manutenção da colheitadeira: o que tem que ser observado?

MANUTENÇÃO DA COLHEITADEIRA

O desgaste de máquinas agrícolas é um processo comum em todo equipamento utilizado no campo. No caso da colheitadeira, a depreciação além de afetar o seu valor de mercado, também pode comprometer o seu desempenho. Por isso, a importância de manter a manutenção da colheitadeira em dia. Veja aqui quais os pontos de atenção para essa máquina!

 

O tempo é um dos maiores ativos para quem trabalha no campo. Se você já atrasou qualquer etapa da produção, sabe muito bem que isso pode custar muito caro ao final da safra. É como diz o ditado popular: tempo é dinheiro.

 

Em relação a colheita, que para muitos produtores rurais é um momento crítico do processo produtivo, em que as perdas comprometem o desempenho da lavoura, estar atento aos mínimos detalhes pode fazer diferença para alcançar melhores resultados.

 

Um detalhe importante é a manutenção da colheitadeira. Neste processo, é preciso ter cuidado com alguns pontos para garantir a eficiência operacional da máquina e uma boa execução.

 

Mas quais são os pontos de atenção que podem contribuir para a eficiência operacional desta máquina agrícola? Neste artigo, você confere detalhes sobre a manutenção da colheitadeira e quais os aspectos fundamentais a serem avaliados, como lubrificação, plataforma de corte, sistema de trilha e outros.

 

Além disso, saiba quais os benefícios de utilizar peças originais e a importância das manutenções periódicas.

Por que a manutenção da colheitadeira não pode ser deixada de lado?

 

Você já parou para calcular as perdas que você tem no processo de colheita? É possível que você tenha feito esse cálculo. Afinal, este é um importante indicador da fazenda que auxilia na identificação de erros e na previsão da rentabilidade ao final do cultivo.

 

Mas você já fez o cálculo do quanto você perde com a falta de manutenção da colheitadeira? Isso mesmo, deixar a revisão de lado, ou não estabelecer uma periodicidade neste processo, pode estar impactando a lucratividade do seu cultivo.

 

Um estudo conduzido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) mostrou que entre 80% e 85% das perdas ocorridas no processo de colheita são causadas pelos elementos que constituem a plataforma, como o molinete e a barra de corte.

 

Se for considerado esse percentual de perda, em comparação ao investimento feito com manutenções da colheitadeira, é possível concluir que o valor da perda é consideravelmente maior, representando prejuízo para o negócio rural, diferentemente das manutenções.

 

Em situações como esta, que fazem parte da realidade de muitas fazendas, é possível compreender a importância da manutenção da colheitadeira e de outras máquinas agrícolas empregadas no processo produtivo.

 

Além disso, é preciso ter atenção aos pontos fundamentais da máquina para garantir uma boa revisão e o bom funcionamento do equipamento. No próximo tópico, você verá os pontos fundamentais da manutenção da colheitadeira.

 

O que caracteriza uma boa manutenção da colheitadeira?

 

Assim como em qualquer máquina agrícola é preciso observar os componentes e mecanismos, com a colheitadeira não seria diferente. Por isso, consultar o manual do operador é o primeiro passo para a manutenção da colheitadeira de forma eficiente e assertiva.

 

Neste documento, você encontra especificações quanto a recomendação de revisão por horas trabalhadas. Além disso, você pode contar com a sugestão de um profissional de confiança. Mas no geral, é importante estar atento a alguns aspectos básicos da máquina, como:

  •  Plataforma de corte

A plataforma de corte é o primeiro contato da máquina agrícola com a lavoura. Ela é responsável por extrair o produto agrícola e levá-lo para o próximo passo. Justamente por ter esse contato direto, é que esse componente sofre um desgaste natural devido ao atrito.

 

Por isso, é sempre bom verificar a condição da barra de corte. Caso note um desgaste excessivo é preciso ponderar se chegou a hora de substituí-la. Folgas nas facas e contra-facas também precisam ser verificadas, já que isso pode representar a ocorrência de uma vibração maior do conjunto, aumentando inclusive o desgaste natural.

 

É preciso ter atenção também ao condutor transversal, a parte inferior da plataforma e componentes próximos, que precisam passar por vistorias constantes.

  • Lubrificação

Não é novidade que a máquina passa por desgaste conforme as horas trabalhadas. Isso é algo comum a todo equipamento e caracteriza a depreciação. Contudo, é preciso verificar a lubrificação dos componentes, tanto os móveis quanto os fixos.

 

No manual do operador, você encontra instruções, detalhes e indicações de produtos, mas a recomendação é criar uma rotina de verificação dos pontos de lubrificação.

  • Sistema de trilha

Em relação ao sistema de trilha, que engloba também a separação de limpeza dos grãos, o principal objetivo é separar as partes das plantas dos restos culturais. Por isso, esse sistema é complexo, sendo composto por muitas peças.

 

Contudo, por mais que ele seja complexo, a sua manutenção não precisa ser. O desgaste nos rolamentos e peças são um exemplo disso. Esses componentes precisam estar em bom estado para não comprometer a eficiência da operação.

 

Em alguns casos, o produtor precisa também fazer a substituição dos elementos e para isso é preciso se atentar à qualidade da peça de reposição, dando preferência para as peças originais.

  • Motor e filtros

Além do bom estado das peças, alguns componentes precisam de limpezas regulares, como é o caso dos filtros e do motor. No caso do motor, a presença de sujeiras e a umidade podem levar a oxidação de peças e colocar em risco a segurança do operador.

 

Por sua vez, os filtros precisam ser trocados por conta do acúmulo de poeira e pela umidade presente.

  • Sistema de transmissão e sistema hidráulico

Outro ponto de atenção que o produtor rural precisa ter com a manutenção da colheitadeira diz respeito aos sistemas hidráulico e de transmissão. Isso porque é preciso seguir as recomendações do manual do operador quanto a periodicidade das revisões.

 

Durante a manutenção, são realizadas as trocas de óleo dos sistemas e também dos filtros. No caso de a colheitadeira não ter atingido as horas determinadas pelo fabricante, é muito comum realizar apenas a conferência dos níveis de óleo.

Por que escolher peças originais?

Você viu no tópico anterior que uma das principais funções da manutenção da colheitadeira é observar o estado dos componentes, sistemas e peças que constitui a máquina agrícola. Isso é importante principalmente quando o desgaste causa perdas na eficiência do equipamento.

 

A manutenção da colheitadeira também passa pela escolha de peças de alta qualidade, ou seja, as peças originais. Afinal, quando se fala na performance da máquina agrícola, todo cuidado contribui para uma boa execução e, consequentemente, para a obtenção de melhores resultados.

 

Já aconteceu de, durante a manutenção de uma máquina, você realizar a reposição de peças por peças paralelas e perder eficiência da máquina? Então, isso é comum. É preciso investir nos cuidados com a máquina, para ter sempre um bom rendimento operacional, e a escolha de peças genuínas é um exemplo disso.

 

Por serem peças desenvolvidas pelas próprias fabricantes, a confiança no momento da aquisição é maior, além de estar adquirindo uma peça que tem muito estudo e tecnologia por trás. Isso porque, antes de chegarem ao mercado, as peças passam por diversos testes.

 

Além disso, o alto padrão da peça influencia diretamente no seu bom funcionamento. Afinal, se uma peça quebra com uma maior frequência, consequentemente, a máquina precisa ficar parada até a reposição e isso pode atrasar muito a produção. Sem contar nos maiores custos com reposição.

 

Com as peças originais, que são iguais aos componentes que já vem na própria máquina, isso ocorre com uma frequência muito menor.

 

Conclusão

 

A manutenção da colheitadeira, assim como de qualquer máquina agrícola, precisa de atenção e constância para garantir o bom funcionamento do equipamento, também pensando na vida útil da máquina.

 

Ter uma rotina de cuidados e seguir as recomendações do manual do operador, além de seguir a periodicidade estipulada para manutenção faz com que o equipamento esteja pronto para a operação e consiga atingir um bom rendimento operacional. Além disso, o cuidado com a seleção de peças genuínas também é importante.

 

Para garantir a execução desses cuidados indispensáveis com a manutenção da colheitadeira e de máquinas no geral, você pode contar com o Plano de Manutenção, composto pelos serviços de revisão essenciais para o seu equipamento executar um bom trabalho no campo.

 

Se você não quer perder nenhuma informação sobre o agro brasileiro, acompanhe a Unapel nas redes sociais, pelo Instagram, Facebook e YouTube.

Mais Artigos

Plantando o Bem na Unapel! 🌍

Nossa coordenadora de RH, Lorena Borges, lidera nosso programa de sustentabilidade, onde promovemos ações para tornar nossas cidades e local de trabalho mais sustentáveis. Estamos orgulhosamente engajados em duas iniciativas importantes: a coleta de tampinhas

Cadastre para receber nossos conteúdos

CONTATO

Rua Arlindo Gomes Branquinho, 1399
+55 38 9961-4980
contato@unapel.com.br

ST Q.1 – T. L 1.5 – Jardim Panorâmico Setor Ind. II
+55 61 9619-1130
contato@unapel.com.br

Avenida Dr. Lamartine Pinto Avelar, 1776
Loteamento Vila Chaud
+55 64 9918-8897
contato@unapel.com.br

Rua Paulo Rogerio da Silva, 521
Setor Norte
+55 61 9902-1032
contato@unapel.com.br

Olá, Como posso te ajudar?