BLOG | UNAPEL

6 dicas para cuidar do seu maquinário durante a entressafra

O período de entressafra é o momento que o produtor rural tem para se organizar e começar o planejamento de uma nova safra. Entre as tarefas, o empreendedor do campo pode tirar este tempo para cuidar do maquinário. Veja como!

Ao finalizar uma safra e antes de começar outra, o produtor rural tem uma janela de tempo para começar a sua programação. Nesse período, as atividades do campo estão se desacelerando, mas estão longe de parar, podemos denominar este tempo como entressafra. 

 

Cada cultura segue um calendário específico, com os momentos certos para iniciar o plantio, começar os tratos culturais e a colheita, conciliando isso com as condições climáticas e outros fatores. Contudo, para preservar a saúde do solo é preciso uma pausa.

 

O empreendedor rural pode aproveitar este tempo para planejar diversos aspectos da sua fazenda, organizar o financeiro do negócio, comprar insumos que serão utilizados na próxima safra e também cuidar do maquinário.

 

São diversas possibilidades que permitem que o produtor esteja mais preparado para uma nova safra e evite que problemas durante o sistema produtivo possam comprometer os seus resultados, como acontece quando uma máquina apresenta problemas.

 

Neste artigo, você verá como utilizar o período entressafra para cuidar do seu maquinário, observando os aspectos relevantes e garantindo uma ótima eficiência do seu equipamento agrícola.

 

Qual o papel das máquinas agrícolas no campo?

 

Você já parou para pensar o quanto a sua máquina agrícola facilita a rotina do campo? Quais os resultados que ela entrega ou o que te motiva a investir neste equipamento? Certamente o maquinário executa diversas tarefas no campo.

 

Além disso, consegue suprir o tempo, a economia e o desempenho em comparação com os trabalhos manuais, por exemplo. Não é à toa que muitos produtores rurais, de pequeno a grande porte, investem em máquinas agrícolas.

 

Outro fator é que bancos e Governo já contam com linhas de crédito voltadas especialmente para a aquisição de máquinas, além da modalidade de financiamento agrícola. Ou seja, são diversas oportunidades para transformar os resultados e modernizar a fazenda.

 

Contudo, é normal que a utilização diária das máquinas cause a deterioração dos equipamentos e eles apresentem problemas com o tempo e o esforço empregado nos trabalhos do campo. Esse desgaste é chamado de depreciação de máquinas.

 

Por isso, é importante sempre fazer a manutenção da sua máquina no tempo correto, não deixando para última hora e sempre seguindo o calendário de revisão para que não haja imprevistos e interrupção das atividades. 

Pulverizadores

Qual o tipo de manutenção você deve fazer na sua máquina?

 

Segundo o IBGE, no Brasil temos mais de 2 milhões de máquinas em campo. Este é um número bastante expressivo, visto que estas máquinas também embarcam tecnologias que auxiliam os produtores em diversos aspectos. 

 

Mas, para ter uma boa eficiência, não adianta apenas o empreendedor comprar a máquina, é preciso manter uma rotina de cuidados e boas práticas, além do calendário de manutenções e revisões. 

 

Existem 3 tipos de manutenções. Fique atento a elas!

  • Manutenção preventiva

Você já ouviu aquela máxima “é melhor prevenir do que remediar”? Aqui ela é muito bem aplicada. Fica muito mais caro para o seu negócio consertar os danos quando já está tarde do que prevenir antes que aconteça algo pior.

 

Ser caro não é uma questão apenas financeira, mas também de tempo, comprometendo assim toda a lavoura. Nas manutenções periódicas, ocorre a revisão do veículo em períodos determinados de acordo com as horas trabalhadas.

 

As informações de quando as manutenções devem ser feitas estão descritas no manual do operador. Com isso, é possível manter um histórico das manutenções e acompanhar de perto as revisões feitas na máquina.

  • Manutenção corretiva

Para além dos cuidados com a máquina no dia a dia, sempre pode ocorrer um imprevisto que exige uma manutenção corretiva na máquina. Nesta situação é muito comum ser necessário reparar peças quebradas ou danificadas.

 

Contudo, não se deve trocar a manutenção preventiva pela corretiva achando que assim pode estar economizando. Esta é uma sensação de falsa economia, já que acarreta na perda de qualidade do trabalho executado e também na vida útil do equipamento. 

  • Manutenção preditiva

Você sabia que é possível antecipar as falhas nas máquinas e identificar a raiz do problema? Com a manutenção preditiva é possível. Este tipo de trabalho utiliza uma metodologia de manutenção em que é possível detectar a previsibilidade das falhas. 

 

Ela também serve como uma forma de prevenção e não necessariamente precisa estar atrelada ao calendário de revisões. Por meio da análise de vibração, inspeção visual e equipamentos de diagnóstico é possível garantir a eficiência operacional da máquina.

 

6 dicas que garantem uma melhor performance do seu maquinário

 

Se você já teve qualquer problema com a sua máquina agrícola, sabe os atrasos que podem ocorrer na sua safra e os gastos referentes ao conserto. Por isso, que tal aproveitar a entressafra para cuidar da sua máquina, integrando as revisões na concessionária e boas práticas que você pode aplicar na sua fazenda? Veja mais:

  • Preste atenção aos sinais

Quando a máquina agrícola apresenta qualquer indício de erro ou anomalia, é muito comum dar sinais de que algo está errado. Por isso, ao operar a máquina observe se sente tremores ou cheiros, ou se escuta ruídos estranhos. 

 

Estes podem ser sinais de que o seu equipamento está apresentando algum problema e precisa de revisão. Além disso, os avisos no painel te ajudam também a identificar o problema. 

  • Deixe o seu equipamento limpo

Prezar pela limpeza do equipamento, antes e ao final de cada operação, é importante para evitar que sujeiras possam se acumular e entupir bicos e outras partes da máquina. Além disso, evita a oxidação do equipamento e, consequentemente, gastos com reparos. 

 

No caso dos pulverizadores, é ainda mais essencial a limpeza, pois eles manejam diretamente o produto químico, e precisam ser limpos corretamente para evitar a contaminação, o estrago de peças e até mesmo que a sujeira se misture com outros compostos químicos.

  • Local adequado de estacionamento

No período de entressafra, a atividade com a máquina agrícola reduz drasticamente, muito diferente da sua utilização ao decorrer da lavoura. Por isso, é importante deixar a máquina em local adequado para sua conservação.

 

O recomendado é que a máquina não fique exposta às condições climáticas ou contato com chuvas e umidade, além da necessidade de ser armazenada em local coberto. Tudo isso ajuda a conservar melhor o equipamento.

  • Prezar por peças originais

Ao repor alguma peça quebrada, é preciso prezar pela qualidade e garantia das peças originais, mesmo que sejam um pouco mais caras. Isso porque além de você ter certeza da procedência da peça, tem a garantia da fábrica.

 

Já imaginou se você compra uma peça que não seja original e alguns meses depois precise comprar novamente porque o material quebrou? Você terá gasto dinheiro 2 vezes para repor. 

  • Veja as orientações do fabricante

Ao comprar uma máquina agrícola, você recebe junto um manual do fabricante, com todas as informações sobre a sua máquina e operações que podem ser executadas com ela, inclusive um passo a passo bem explicado sobre. 

 

Estas informações não estão lá à toa e devem ser consultadas sempre que tiver dúvidas. Elas são como um guia de boas práticas, para usufruir de todas as funcionalidades do seu equipamento e instruções para você conservá-las.

 

Caso tenha dúvidas mesmo após a leitura do manual, vale a pena ligar para o seu concessionário e esclarecer. É neste manual que também você encontra as datas de manutenção e dicas para o melhor desempenho da máquina.

  • Combustível de qualidade

Assim como ter peças originais no equipamento é importante, o combustível que você coloca segue na mesma direção. Isso porque afeta diretamente o desempenho da máquina, e um combustível adulterado ou de procedência desconhecida por acarretar em problemas para a máquina.

 

Outro passo importante é para quem armazena o óleo diesel na propriedade. Se é o seu caso, é muito importante seguir as orientações do fabricante e ficar atento quanto à validade do produto. Por ser inflamável, também deve ser guardado em local adequado.

 

Como o plano de manutenção pode te ajudar?

 

Para trazer mais agilidade para sua rotina, confiança na revisão e com certificado de procedência, o plano de manutenção pode ser o que faltava para você ter sua máquina sempre com alto desempenho e  reduzir os riscos de problemas técnicos. 

 

O plano de manutenção da concessionária Unapel, certificada New Holland, oferece um serviço personalizado, técnicos capacitados e planos que cabem no seu orçamento e com contato direto com a equipe Unapel. 

 

Além disso, você pode ter acesso a treinamentos, diagnósticos e ferramentas tecnológicas para garantir uma melhor revisão. Quer conhecer mais sobre o plano de manutenção da Unapel, dê o play no vídeo:

 

https://youtu.be/ebenUGmXXJY (teaser do vídeo)

 

Conclusão

 

Neste artigo você viu como aproveitar o período entressafra para deixar sua máquina agrícola pronta para uma nova safra. Além disso, conheceu um pouco mais do papel que estes equipamentos executam no campo.

 

Viu também os tipos de manutenções e suas particularidades, bem como a importância de manter as revisões em dia, prezando pela durabilidade do equipamento e sua performance no campo.

 

Por último, viu quais são os cuidados necessários com a máquina independentemente da  época ou se está utilizando ou não a máquina. Estas boas práticas também são essenciais para conservar a sua máquina agrícola.

 

Neste artigo, você também conheceu mais sobre o plano de manutenção da Unapel, com todas as vantagens, equipe especializada, treinamento e planos que cabem no seu bolso. Se você tem dúvidas sobre este serviço, fale com a nossa equipe!

 

Fique por dentro de assuntos relacionados ao agro brasileiro, não deixe de acompanhar o blog da Unapel, com dicas e informações relevantes sobre boas práticas nas culturas, comércio nacional e internacional, gestão da financeira e da fazenda, planejamento e muito mais!

 

Você também pode acompanhar a Unapel nas redes sociais, Instagram, Facebook e YouTube,  para receber todas as notícias da marca.

 

Estagiária Thais Moreira*

*Sob supervisão de Isabela Azi

 

FONTES: 

 

MyFarm – https://www.myfarm.com.br/ 

CHB Agro – https://blog.chbagro.com.br/ 

Belagro – https://blog.belagro.com.br/ 

TRR Gral – http://www.trrgral.com.br/ 

Mais Artigos

Plantando o Bem na Unapel! 🌍

Nossa coordenadora de RH, Lorena Borges, lidera nosso programa de sustentabilidade, onde promovemos ações para tornar nossas cidades e local de trabalho mais sustentáveis. Estamos orgulhosamente engajados em duas iniciativas importantes: a coleta de tampinhas

Cadastre para receber nossos conteúdos

CONTATO

Rua Arlindo Gomes Branquinho, 1399
+55 38 9961-4980
contato@unapel.com.br

ST Q.1 – T. L 1.5 – Jardim Panorâmico Setor Ind. II
+55 61 9619-1130
contato@unapel.com.br

Avenida Dr. Lamartine Pinto Avelar, 1776
Loteamento Vila Chaud
+55 64 9918-8897
contato@unapel.com.br

Rua Paulo Rogerio da Silva, 521
Setor Norte
+55 61 9902-1032
contato@unapel.com.br

Olá, Como posso te ajudar?