Faça seu login

Esqueceu a senha?Fazer Cadastro
Intranet Webmail Trabalhe Conosco Emissão de Boleto
Olá, visitante. Entrar Cadastre-se

CRÉDITO RURAL: TUDO O QUE O PRODUTOR RURAL PRECISA SABER

19Jun

Para expandir o empreendimento rural e investir na qualidade da safra, o produtor rural precisa fazer uma série de investimentos, seja na aquisição de novos maquinários agrícolas, na manutenção dos existentes, na compra de insumos ou o pagamento dos funcionários. Por isso, a solução para muitos agricultores é contratar créditos agrícolas.

 

Os créditos agrícolas são uma modalidade de financiamento concedido por meio de iniciativas públicas e privadas, voltadas para produtores rurais, que adota créditos específicos e condições de pagamento diferenciadas para quem trabalha com agricultura.

 

Ficou curioso para saber mais sobre o crédito agrícola? Então fique até o final para conhecer quais as modalidades de crédito existentes e as melhores dicas para contratar o crédito que irá atender às suas necessidades.

 

Como funciona o crédito rural?

 

Implementado a partir do Plano Safra, o crédito rural visa desenvolver o agronegócio a partir de investimentos financeiros no setor. Nele, o agricultor encontra linhas específicas para investimento nas etapas de produção, plantio, colheita e comercialização. 

 

Os recursos são disponibilizados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social  (BNDES) e Fundos Constitucionais que visam fortalecer, desenvolver e gerar renda para o setor, já que o agronegócio é responsável por movimentar a economia do Brasil, ao lado de outros setores. Conforme dados do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), de janeiro a abril deste ano, o agronegócio  aumentou em 7% às exportações se comparado ao ano anterior.

 

Dessa forma, não apenas grandes produtores podem ser beneficiados, mas pequenos e médios produtores, além de cooperativas e agentes envolvidos com pesquisas agropecuárias. Para contratar, é importante conhecer um pouco das diretrizes atuais, já que a cada ano um novo orçamento é estabelecido e novas regras podem surgir.

 

Conheça as modalidades de crédito rural

 

Como vimos acima, o produtor encontra algumas linhas especiais de acordo com suas necessidades de investimento. Porém, o agricultor, antes de contratar um dos 670 balcões de crédito rural, precisa estar atento aos tipos de linhas de financiamento existentes para ter certeza que o crédito contratado é o ideal.

 

No Brasil, encontramos três tipos distintos de créditos rurais, cada qual com suas especificidades. Conheça agora quais são esses tipos de crédito e sua finalidade:

 
  1. Crédito para custeio

 

A modalidade de crédito destinado ao custeio serve para cobrir despesas provenientes dos ciclos produtivos da plantação, ou seja, todos os gastos relacionados à produção rural

 

Este crédito abrange por exemplo o investimento em insumos, equipamento e ferramentas relacionadas à colheita, bem como a manutenção do maquinário agrícola essencial para as práticas no campo. 

 
  1. Crédito para investimento

 

Outro tipo de financiamento é o crédito para investimento, elaborado para desenvolver a produção e aumentar a competitividade no mercado. Nesta modalidade se enquadram despesas fixas e semifixas como a aquisição de maquinários e equipamentos, reformas diversas relacionadas à melhoria da produção como irrigação e drenagem, além da compra de produtos de melhorias do solo.

 
  1. Crédito de comercialização

 

Por último, mas não menos importante, temos o crédito de comercialização, destinado a produtores rurais que querem investir em recursos para expandir e melhorar a distribuição e comercialização dos seus produtos agrícolas.

 

Esta linha de financiamento pode servir para comprar equipamentos que forneçam melhores condições de armazenamento sem que afete a qualidade e a venda da produção. Outra forma de utilização desse crédito, é por meio das cooperativas de produtores que dividem  esse dinheiro entre seus associados com a mesma finalidade.

 

Agora que você já conhece as particularidades de cada modalidade de crédito, apresentamos os principais programas existente no Brasil.

 

Os 5 principais programas de crédito

 

Pronaf

 

O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) é um financiamento que permite crédito para custeio e investimento na propriedade agrícola. Este programa é voltado especialmente para o desenvolvimento e ampliação dos estabelecimentos agrícolas que se baseiam na agricultura familiar.

 

Criado em 1995, o Pronaf contém 8 subprogramas mais específicos e que são capazes de abranger todas as particulares dos agricultores familiares. Para solicitar o financiamento, o produtor rural precisa preencher alguns quesitos, como:

  • Não ultrapassar quatro módulos fiscais;

  • A renda da família deve ser obtida, em 50%, por meio do negócio rural;

  • A renda bruta familiar não pode ter excedido R$ 360 mil no último ano.

 

Para conhecer mais sobre o programa e seus subprogramas, visite o site do Pronaf e descubra a linha de crédito ideal para o seu empreendimento.

 

Pronamp

 

O Pronamp, Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural, é outro programa que opera nas finalidades de custeio e investimento para pequenos e médios produtores rurais. O programa abrange posseiros, arrendatários, parceiros e os próprios produtores, porém é necessário seguir alguns critérios, são eles:

 
  • Possuir renda bruta anual de no máximo 2 milhões;

  • 80% da renda bruta anual deve ser proveniente do empreendimento agrícola.

 

O crédito pode ser solicitado para diversas tarefas como despesas com o projeto, compra de máquinas e equipamentos com duração útil superior a 5 anos, ampliação de estruturas e outras tarefas. Para saber mais do programa e como solicitar o crédito, acesso o  portal do Pronamp.

 

PCA

 

O Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) pode ser solicitado por produtores e cooperativas rurais para cobrir os custos da construção ou reforma de armazéns, segundo o BNDES. 

 

Este programa é único e exclusivamente voltado para os armazéns e possui taxas que variam entre 6 e 7% a.a de acordo com o item a ser armazenado. Além disso, caso o produtor queria armazenar grãos, contratar o PCA é ideal, já que não existe um limite estabelecido para concessão do financiamento. Consulte como contratar aqui.

 

Inovagro

 

O programa Inovagro foi desenvolvido para produtores que queiram incorporar tecnologia em seu empreendimento rural e pode ser contratado tanto por pessoas físicas quanto por pessoas jurídicas, além das cooperativas de produtores.

 

Saiba mais do programa acessando o site do Inovagro.

 

Moderagro

 

O Moderagro é outro financiamento importante destinado tanto para produtores físicos e jurídicos, quanto para cooperativas de produtores rurais e oferece crédito especial destinado ao emprego de projetos de modernização nos negócios e ações de recuperação do solo, segundo o BNDES.

 

Visite o portal do Moderagro para conhecer mais sobre o programa.

 

Moderfrota

 

O Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota), como o nome já diz, é um financiamento destinado a aquisição de novo maquinários agrícolas, que auxiliam na produtividade do campo. 

 

O produtor que deseja aderir ao programa, precisa ficar atento às taxas de juros e prazos específicos. Para saber mais visite o site do BNDES clicando aqui.

 

Como vimos, existem alguns programas de crédito rural específicos para cada ação e devem ser analisados individualmente na hora da contratação. Por isso, avalie as particularidades de cada programa, bem como as taxas e juros, antes de fazer sua escolha.


Agora que você conhece um pouco mais sobre o crédito rural, siga nossas redes sociais e acompanhe nosso blog para estar por dentro de dicas e notícias sobre o agronegócio.
 

Por Thais Rodrigues* 
*Estagiária sob supervisão de Isabela Azi
FONTES:

FONTES:
BNDES - https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home
Ipea - https://www.ipea.gov.br/portal/
Aegro - https://blog.aegro.com.br/
CNA - https://www.cnabrasil.org.br/
Tecnologia no campo - https://tecnologianocampo.com.br/